Por causa da pandemia do novo coronavírus, 12 sessões foram realizadas de forma remota.

Reunião online dos vereadores em Muriaé Câmara de Muriaé/Divulgação A Câmara Municipal de Muriaé registrou 487 matérias legislativas durante o 1° semestre de 2020.

Veja abaixo mais dados.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, 12 sessões, de 22 reuniões, foram realizadas de forma remota.

Em junho, o G1 mostrou que o Legislativo suspendeu o expediente após um vereador testar positivo para Covid-19.

Na ocasião, o vereador José Carlos (PSD) ficou em isolamento social e se recuperou da doença.

As atividades retornaram no dia 6 de julho. Câmara de Muriaé suspende expediente após vereador testar positivo para Covid-19 Números Segundo a Câmara, nos seis primeiros meses deste ano, foram apresentados: 129 projetos de lei; Cinco projetos de resolução; 203 indicações; 95 moções; Uma proposta de emenda à Lei Orgânica; 15 representações; 39 requerimentos.

Projetos A primeira matéria aprovada na Câmara de Muriaé, neste ano, foi um Projeto de Resolução, que pôs fim a verba indenizatória de gabinete, que representava a quantia de R$ 2.888,82 para cada vereador. Durante a pandemia, os vereadores apresentaram 10 projetos que tratavam especificamente do combate ao coronavírus no município.

Seis foram de autoria dos legisladores e os outros do Executivo.

Veja abaixo alguns noticiados pelo G1. Câmara aprova instalação de álcool em gel no interior dos ônibus urbanos, intermunicipais e nos terminais rodoviários municipais; Adoção de medidas de proteção social de grupos vulneráveis da população é aprovada em Muriaé; Projeto obriga a Prefeitura a informar à Câmara todas as compras e contratações de serviços realizadas em função do estado de calamidade pública ocasionado pela Covid-19, decretado pelo município e aprovado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG); Câmara aprova R$ 1,7 milhão em crédito adicional para a Saúde; Legislativo aprova projeto que reduz em 20% salários de políticos e servidores durante a pandemia; Projeto torna o uso obrigatório da máscara na cidade.

A lei entrou em vigor no dia 16 de julho. 2° semestre A partir do dia 4 de agosto, as sessões voltam na Câmara de Muriaé, entretanto, não serão abertas ao público por causa da pandemia.

Os interessados podem assistir nas redes sociais do Legislativo.